Carta aberta

Carta aberta

Caros Olhanenses,

Assumimos os nossos erros na escolha da estratégia desportiva que provocaram a despromoção e é com um grande sentimento de frustração que caminhamos para o final da temporada. .

O planeamento para esta época assentava em três grandes objetivos, a permanência na Ledman Ligapro, a criação das bases necessárias para competir ao mais alto nível e a continuação do saneamento financeiro iniciado na época anterior.

Falhado este ano o plano desportivo é tempo de continuar a trabalhar nos outros dois grandes objetivos e efetuar as devidas correções na estratégia desportiva para que possamos regressar mais fortes à competição profissional.

Nos últimos dois anos foi necessária a máxima concentração na gestão financeira e económica que possibilita-se a continuidade da SAD e consequente sobrevivência do Sporting Clube Olhanense clube. A nova administração que tomou posse em Abril de 2016 teve bem presente esta responsabilidade e além de não criar nova divida, a reduziu substancialmente, negociou o PER e assumiu o pagamento de cerca de 200 mil euros para evitar processos crime à anterior administração liderada pelo Sr. Isidoro Sousa. Estamos também a regularizar todas as obrigações para com as entidades e credores. Este rigor e contenção provocou necessariamente ter disponível um budget para o futebol abaixo da média da Segunda Liga.

É imperativo continuar este caminho do saneamento financeiro e sustentabilidade com a criação de condições que permitam voltar a competir entre os melhores de Portugal.

Renovamos o departamento médico, o relvado e adquirimos um autocarro de apoio aos treinos, mas como é sabido por todos, o Olhanense carece ainda de outras condições essenciais para qualquer equipa profissional, tal como um campo de treinos onde se possa preparar para a competição.

Todo este esforço tem vindo a ser executado em desigualdade competitiva com outros clubes e suas SAD, estas conseguem um maior apoio das autarquias quer a nível de infraestruturas, disponibilizadas a custos reduzidos, quer também nas suas deslocações pelo país. Não nos podemos esquecer que estamos na periferia de Portugal.

Não conseguimos alcançar os objetivos por culpa própria, mas também por um clima hostil desde o primeiro dia. Clima insuportável criado por parte de quem gere e dirige o Sporting Clube Olhanense. Clima onde ninguém poderia alcançar qualquer resultado positivo. Clima de permanente de populismo e incitamento (“nós e os invasores”) dos sócios do Sporting Clube Olhanense contra a sua SAD. Uma equipa de futebol não é nada sem os seus adeptos.

As recentes declarações do Presidente do Sporting Clube Olhanense na comunicação social causam-nos perplexidade e só as entendemos como provocatórias. Vejamos:

(I) O sr. Isidoro Sousa foi Presidente da SAD do Olhanense até Abril de 2016 continuando atualmente como Vogal do Conselho de Administração.

(II) Aquando da constituição da Sporting Clube Olhanense SAD competíamos na Primeira Liga mas o Olhanense tinha a porta fechada para com as entidades, bancos, PPTV e credores.

(III) Ao contrário do que agora faz crer, o cenário era de meses de salários em atraso para com funcionários e jogadores, recusa dos fornecedores em trabalhar com o Olhanense, departamentos desmantelados e um número cada vez menor de pessoas essenciais ao funcionamento diário de um Clube.

(IV) A SAD assumiu o futebol profissional no último dia possível, efetuando neste dia o pagamento às Finanças que permitiu também a não falência imediata do Sporting Clube Olhanense.

(V) Nestes últimos anos muito pouco foi feito por esta direção do Sporting Clube Olhanense pela sua autossustentabilidade financeira e consequente alívio da total dependência para com a sua SAD. Colocamo-nos sempre à disposição para apoiar ações conjuntas de crescimento tanto do número de sócios como também do envolvimento do tecido empresarial Olhanense.

 (VI) Ao longo deste tempo, o Clube que detém 20% das quotas da SAD nunca contribuiu financeiramente, nem sequer com contrapartidas, sendo todo o investimento suportado por parte dos restantes acionistas.

A atual administração prepara mais um investimento de cerca de 300 mil euros, não esperando neste campo qualquer alteração de comportamento da direção do Clube mas, no entanto, continuamos a observar lições de moral e comentários públicos de pessoas com responsabilidade passada e atual que pouco ou nada fazem de útil para o seu Clube.

Como exemplo do referido em cima, temos os comentários nas redes sociais do Secretário-geral do Sporting Clube Olhanense, onde tece insinuações de caracter criminal relativamente à proveniência dos capitais e os verdadeiros objetivos da SAD do Sporting Clube Olhanense. Estes comentários são graves e insultuosos para a administração da SAD do Olhanense, funcionários, jogadores e equipa técnica. Insinuações que podem resultar em danos de imagem e que não são mais que o culminar de um clima hostil instalado desde o primeiro dia.

Vamos ser claros, sendo que nenhuma nova lista foi apresentada para as eleições do Sporting Clube Olhanense e considerando a continuidade de uma direção que apenas tem o seu foco na SAD, uma direção sem soluções, sem ideias, uma direção que à semelhança desta última semana pretende continuar com a hostilidade usando os sócios e adeptos como arma de arremesso, informamos que não estamos disponíveis em continuar as relações comerciais com esta direção, alugar um relvado por valores acima do mercado quando inclusive pertence à SAD a sua manutenção, não é aceitável e não irá mais acontecer neste clima.

Neste período eleitoral as entrevistas dadas pelo Sr. Isidoro Sousa à comunicação social não conseguem apresentar uma ideia nem nenhum projeto claro de futuro. A sua comunicação cinge-se apenas a dois vetores, o populismo fácil e a luta contra a SAD.

Na passada quinta-feira pudemos todos ler no jornal online Sul Informação mais um rol de afirmações do Sr. Isidoro Sousa contra a Olhanense SAD, floreado aqui e ali com palavras corteses que para nós são insultuosas e apenas fomenta o clima hostil.

Nos últimos quatro anos foram apresentados pelo Sr. Isidoro Sousa investidores de várias nacionalidades, nigerianos que não chegaram porque lhes faltavam os vistos, russos e chineses que nunca chegaram a aparecer e um luso-britânico que conversou durante meses com o Sr. Isidoro Sousa mas que desapareceu ao pedido de garantias e evidências de fundos.

Claramente não é fácil agora acreditar no Sr. Isidoro Sousa. Qualquer interessado terá que entrar em contacto direto com a minha pessoa. Não é nossa intenção vender a sociedade mas estamos sempre disponíveis a ouvir alguém com capacidade económica e um projeto claro. Sabemos que o Sr. Isidoro Sousa costuma criar este tipo de confusão mediática de tempos a tempos mas provavelmente não sabe que as sociedades não se vendem nos jornais.

Informamos que vamos solicitar uma reunião de carácter urgente com a Câmara Municipal de Olhão.

O objetivo de qualquer SAD é ganhar e obter resultados desportivos para ter um retorno do investimento. Assim não foi este ano e, como já foi dito, estamos muito tristes não só por todos os que fazem parte da SAD do Sporting Clube Olhanense mas também pela Cidade e os Olhanenses.

Avançaremos agora com todo o nosso esforço direcionado para continuar a criar as condições necessárias para voltar a competir ao mais alto nível. Com critério e rigor os objetivos desportivos poderão passar pela aposta imediata na subida de divisão. Em qualquer das eventualidades, garantimos continuar a lógica de gerar as condições sustentáveis e necessárias para outros voos.

Não é a primeira vez na história que o Olhanense tem este desfecho desportivo e de todas as vezes conseguiu reerguer-se. O passado comprova que apenas com o apoio de todos se ultrapassam as dificuldades e lembramos que a temporada ainda não terminou, temos uma equipa técnica competente e dedicada a comandar um plantel que apesar de todas as condicionantes irá honrar a camisola até ao último segundo.

Agora impunha-se uma carta de assunção dos erros cometidos no futebol, um esclarecimento sobre o que foi feito e o que está programado a nível de gestão, dar uma palavra de confiança e outra de esperança com um forte apelo à união. Por vezes não conseguimos tudo o que desejamos.

Saudações Rubro Negras!

Prof. Luigi Paolo Agnolin
PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
SPORTING CLUBE OLHANENSE FUT. SAD